17 Out 2018
PC e Mac

nVidia afirma revolucionar o mercado de dispositivos móveis

FaceWorks-610x363A nVidia trás a sua arquitectura gráfica de PC mais potente para dispositivos moveis e o resultado impressiona bastante.

Durante uma apresentação no dia de ontem na Siggraph, a nVidia mostrou o primeiro chip funcional da sua arquitectura gráfica para dispositivos moveis, sendo esta baseada na arquitectura de PC, com o nome de código Kepler, que equipa as gráficas mais potentes da nVidia, incluindo a Titan.
Este novo SoC, com o nome de código Logan,  é feito para tablets e promete revolucionar o mercado gráfico não só pelo seu poder, mas também pelas suas capacidades gráficas, oferecendo suporte para OpenGL ES 3.0, OpenGL 4.4 e DirectX 11, tal como as gráficas para PC.

O mais impressionante é que este chip ainda é fabricado no processo de 28nm da TSMC e que é usado por muitas outras empresas há cerca de um ano e meio. Isto ainda não é uma demonstração de um chip no processo de fabrico de 20nm que a TSMC vai lançar no final deste ano, sendo que nessas altura seja provável vermos ainda mais melhorias de desempenho.

A nVidia afirma que este chip será tão importante e revolucionário para o mercado móvel, como a primeira GeForce foi para os desktops em 1999. Graças a um novo conjunto de optimizações para baixos consumos, esta versão do Kepler vai consumir muito menos energia do que as versões para desktop. A nVidia está tão confiante deste seu novo chip que afirma que o Logan, quando a renderizar a mesma cena, consegue consumir menos de um terço do que o que o hardware que equipa o último iPad.

A nVidia não se limitou a afirmar, mas também a mostrar o hardware em funcionamento. Mas claro está, ainda sem uma caixa bonita como vemos nos tablets que podemos comprar nas lojas. Aqui temos um video do Logan a correr um dos demos mais impressionantes desta geração de placas gráficas de desktop, feito inicialmente para mostrar o poder da Titan, a simulação facial chamada “Ira“.
Como é óbvio tive de ser cortado algum detalhe, de forma a se poder correr este demo no Logan, mas mesmo assim o resultado é impressionante.

A nVidia afirma que o consumo a correr este demo foi de apenas 2 a 3W, apesar de não ter especificado se era tendo em conta o sistema completo, ou apenas o chip. Mas de qualquer das formas, é um valor impressionante para o resultado que vemos no video.

A nVidia mostrou mais uma demonstração gráfica, onde vemos o Logan a debitar tesselation em OpenGL 4.3

A nVidia recentemente anunciou que iria licenciar o Kepler junto de outros parceiros, pelo que deveremos ver estes chips em muitos dispositivos moveis perto do final do ano, ou inicio de 2014.

 

 

Também te pode interessar