04 Ago 2020
Cinema e Séries

Análise – Ratchet & Clank (Filme)

Fomos à ante-estreia do filme e esta é a nossa opinião sobre ele.

No passado dia 16 de Abril estivemos a convite da Sony, na ante-estreia do filme de Ratchet & Clank. Quando se começou a falar numa adaptação cinematográfica da franquia, fiquei bastante empolgado, pois sou fã da série de jogos e senti que isto seria uma porta para futuras adaptações de outros videojogos e não me enganei, visto já se encontrar em produção um filme baseado em Sly da Sucker Punch.

ratchet_and_clank_movie1

A Sony decidiu jogar pelo seguro e usar como base a aventura original de 2002 em vez de criar uma história de raiz. Novas personagens e algumas diferenças no plot original, mas mantendo a mesma essência e humor dos jogos, Ratchet e Clank partem os dois numa missão para avisar os Rangers Galácticos do maléfico plano que o President Drek quer levar a cabo, acabam por se juntarem à batalha. Apesar do filme ter bastante humor, nada me fez soltar gargalhadas, talvez culpa da tradução portuguesa que não tenha conseguido transportar as piadas da versão original para a nossa língua. Mas no geral o trabalho dos actores Portugueses é mediano e quase todas as vozes encaixam nos personagens. Sou suspeito neste ponto, pois apesar de dar valor às traduções para Português, sou um purista e custo-me a habituar a dobragens.

ratchet_and_clank_movie3

Estamos a falar da adaptação da história de um jogo com quase uma dezena de horas, comprimido num filme de 90 min, por isso é natural que muita coisa tenha ficado de fora. Os fãs do jogo vão achar que tudo acontece muito depressa, mantendo o essencial da história sem margem para divagar noutros pontos que apesar de não serem tão relevantes, ajudariam a perceber um pouco mais sobre o universo onde se desenrola a narrativa. Visualmente não foge muito ao jogo que o acompanha. Neste aspecto não foge aquilo que imaginei que iria ser.

ratchet_and_clank_movie2

No geral gostei do filme. Longe de ser uma obra prima, Ratchet & Clank consegue transmitir ao público aquilo que a Insomniac transmitiu em 2002 e apesar de ser um filme mais virado para um público mais jovem, consegue divertir o público adulto que cresceu com a Playstation pelo legado do personagem e pelos easter eggs espalhados ao longo do filme. O meu colega Ricardo Passos que me acompanhou ao evento foi às cegas e nunca jogou nada da série, mas após ver o filme ficou com bastante vontade de entrar no universo dos jogos. Espero que com Ratchet & Clank se inicie um longo ciclo de bons filmes baseados em franquias de videojogos.


 

Related posts