26 Nov 2020
Artigos

Journey: Uma experiência sensorial

A verdade é que já se passaram dois anos desde o lançamento (daquele que considero ser) um dos melhores conteúdos digitais jamais lançados em consolas. Realmente não penso neste título como um videojogo mas sim como uma experiência sensorial.

Não existem muitos momentos no panorama dos videojogos em que apenas podemos sentar, relaxar e sentirmos que fazemos parte de um novo mundo. Esse mundo é sereno, repleto de aventura, sem rumo, quase sem objectivos, onde apenas a descoberta e a interacção com o cenário fazem parte desta experiência única. Isto é Journey.

[singlepic id=6565 w=890 h=400 float=]

Um jogo refrescante, genuíno e gratificante. Nunca um videojogo com tão poucas opções de jogabilidade me fez querer jogar vezes e vezes sem conta. Sempre que pego no comando, simplesmente navego pelos desertos áridos mas cheios de vida, sinto que posso ficar lá horas sem fazer absolutamente nada. Não tenho que derrotar inimigos – também “não” existem – para chegar ao ponto X, nem tenho que descarregar milhares de balas num monstro. Apenas me devo deixar levar pelo jogo e sons que invadem Journey.

[singlepic id=6566 w=890 h=400 float=]

Estranho foi passar pelas várias emoções, todas elas vividas graças à excelente banda sonora que rodeia este jogo. Música que se adequava correctamente a qualquer situação, sons que me fizeram sentir triste, feliz, receoso, por vezes um sentimento de conquista e realização. Não é um exagero, nem quero descrever esta experiência de uma forma sumptuosa. Foram sentimentos reais e passados na companhia da misteriosa personagem.

Em Journey esta misteriosa personagem não tem  sem voz. Emite sim um som que nos permite interagir com o mundo, cenário, certas criaturas e por vezes, quase por magia, com outros jogadores que partilham a nossa viagem.

Certamente muitos gamers se perguntaram quando viram, leram e perceberam um pouco mais do mundo de Journey: qual é o verdadeiro objectivo neste jogo/experiência? É muito simples na verdade, temos que chegar ao topo da montanha visivel por quase toda a nossa aventura. O que lá nos espera, isso cabe a cada um de nós lá chegar e interpretar. Esta é uma das belezas do jogo – a experiência individual de cada jogador.

[singlepic id=6568 w=890 h=400 float=]

No final de contas eu poderia continuar a escrever mil e uma coisas sobre este jogo mas certamente que nunca chegaria a um consenso com os leitores. Cada um de nós irá criar a sua própria história e terminar a sua experiência com um final feliz, triste ou inesperado.

Journey é um exclusivo PlayStation 3 e produzido pelos estúdios ThatGameCompany responsáveis pelos anteriores trabalhos Flower e Flow.

Related posts