24 Set 2020
Artigos

Crónicas de quarentena #6 – La casa de papel

Una matina, mi son’ svegliato, o bella ciao, bella ciao, bella ciao, ciao, ciao!

La casa de papel (ou Money Heist na tradução inglesa) foi daquelas série que se falou tanto quando virou moda, que eu tentei resistir, mas lá acabei por ceder. Para além de toda a gente me perguntar: “Já viste a la casa de papel!?”, o facto de ser em espanhol deixou-me de pé atrás, mas ao fim de 2 episódios deixou de me fazer confusão.

Em La casa de papel vários criminosos são recrutados por Professor para formar um grupo e assaltarem a casa da moeda de Espanha. Obviamente, Professor não é o seu verdadeiro nome, mas uma das regras do assalto é não criar laços com os parceiros de crime, por isso utilizam todos nomes de código. Todos eles têm nomes de cidades, excepto o líder. Em teoria, o plano é infalível, mas existe sempre alguém que comete um erro que acaba por comprometer o assalto e criar muitas, mas muitas dificuldades. Todos os personagens são bastante carismáticos, e é isso que faz com que a série tenha tanto sucesso.

É uma série que nos prende ao ecrã, mas não é assim tão boa. Umas das coisas mais irritantes da série, é que muitas das coisas boas acontecem por sorte, e alguns detalhes do plot são demasiado rebuscados. Outro dos problemas da série é que tentam arrastar demasiado. As primeiras duas temporadas são o primeiro assalto, e a segunda temporada é quase toda desnecessária, e podiam ter resolvido a questão com metade do tempo de antena. O verdadeiro “encher chouriços”.

Foi já neste mês que saiu a 4º temporada. Era bastante esperada pois a anterior acabou com um cliffhanger enorme, mas na minha opinião, esperava muito mais. O rumo é um pouco diferente, com muito mais ação e com ameaças bastante diferentes do resto da série, mas mais uma vez abusaram na sorte conveniente do Professor. Para além disso, abusaram também nos laços amorosos entre os personagens, e transformaram esta temporada numa autêntica telenovela espanhola.

No entanto, continuo a recomendar La casa de papel. Apesar de todos os problemas que apontei, continua a ser uma série que se vê bastante bem e que no meio de tanto romance e a perder alguma credibilidade, continua a nos colar em frente do ecrã e a ser uma boa série para binge.

Related posts