22 Set 2019
PS4

Análise – Tour de France 2019

Mais um ano, mais uma época.

Apesar da época do ciclismo estar prestes de acabar, nós continuamos a pedalar por mais um pouco para percebermos qual o estado da modalidade no mundo virtual. Já lá vão os tempos em que perdia tardes de verão em frente da TV a vibrar com as etapas do tour, mas não quer dizer que tenha deixado de gostar. Há 2 anos analisámos o título da temporada correspondente mas para PC, onde a abordagem ao desporto é feita na visão de um gestor de equipa. Em Tour de France 2019 para Playstation 4 e Xbox One, a interação é muito mais direta, onde controlamos um ciclista, mas sempre com olho na gestão da equipa.

O primeiro passo quando se inicia o jogo, tem que ser dar uma vista de olhos pelo tutorial. A jogabilidade tem muitos pequenos detalhes que são cruciais para termos sucesso no jogo. Apesar de nos explicar tudo, senti que em alguns tutoriais, o jogo não era muito claro para alguém que como eu, apenas conhece o desporto de forma superficial e não percebe muito de táticas usadas pelos desportistas e membros da equipa. Basicamente temos que controlar o trajeto e velocidade do nosso personagem, assim como os níveis de fadiga que podem ser atenuados ingerindo bebidas energéticas. Também podemos dar ordens e controlar outros ciclistas da equipa. Quem percebe de ciclismo, terá maior facilidade em progredir no jogo, mas quem não tem terá que perder umas boas horas a perceber de estratégias, pois ciclismo não se trata apenas de pedalar desalmadamente. Resumidamente, os controlos do jogo são complicados consoante o nível de conhecimento e gosto que o jogador tem pela modalidade.

A Cyanide Studio fez um excelente trabalho a recriar os ambientes do jogo. Desde zonas citadinas cheias de público, até aqueles pequenos grupos de apoiantes no meio do nada, houve o cuidado de recriar isso no jogo, mesmo que em termos de texturas o jogo deixe muito a desejar.

Existem vários modos de jogo para nos entreter. Para além do clássico tour onde percorremos as 21 gigantes etapas da prova rainha do ciclismo, existem outras provas mais pequenas. Mas os modos que mais me chamaram à atenção, foram o Downhill e o Sprint. Tratam-se de pequenos desafios (pequenos em comparação com uma etapa completa) onde como os nomes indicam, no primeiro é uma secção de descida, e no segundo são sprints. São os modos que pegamos quando queremos uma partida rápida e sem grandes planeamentos. Se quisermos uma abordagem mais de escritório, temos o modo Pro Team, onde é mais planeamento e menos ação.

Le Tour de France 2019 é uma boa recriação do desporto em questão, mas claro, não é para qualquer um. Apenas quem gosta realmente de ciclismo é que vão tirar partido do jogo, e aqueles que apenas são curiosos, vão perder o interesse a meio da primeira etapa do Tour.

Tour de France 2019
6 / 10 Pontuação
Resumo
Não é o melhor jogo de sempre, mas cumpre o seu papel em recriar a modalidade.
Rating6

Related posts