14 Nov 2018
PS4

Análise – F1 2018

O grande circo está de volta.

“I’m designed to win. Not to be 2nd, 3rd or 5th. I’m designed to win races, if you no longer go for a gap that exists, you’re no longer a racing driver…” Ayrton Senna respondendo a Sir Jackie Stewart.

Quando somos pequenos todos temos um sonho. No fim da decada de 80 e inicio da de 90 o sonho de todos os meninos era ser jogador de futebol, bem, quase todos. O meu era ser piloto de Formula 1. Cresci a ver a ascensão e a queda do Senna, corridas insanas de Hakkinen e as majestosas épocas de ouro dos Tiffosi ferraristas liderados por Jean Todt e conduzidos por Shumacher. E ainda hoje mantenho o gosto pelo desporto e tudo o que me traz e este ano, oh boy, a codemasters trouxe uma experiencia fantástica a todos os Jogadores. Mas nem tudo é um mar de rosas.

f1 2018 car

Bem comecemos pelo pior. O motor gráfico é o mesmo desde 2015 e apesar de não ser mau de todo, está um pouco ultrapassado. Não é que seja um factor que me deixe desiludido, mas uma coisa a ter em mente para versões futuras seria usar um motor gráfico novo ou pelo menos melhorado. Outra coisa que me deixa intrigado é a reciclagem que este jogo traz. Os movimentos, celebrações, entre outros são basicamente os mesmos da versão passada e o fim de temporada parece um pouco, digamos, sem euforia, ou seja, batemos palmas, recebemos um abraço e… nova temporada. É isto. 

Entrar na Realidade: Como é sabido as empresas de jogos tentam simular ao máximo a realidade e a codemasters fez isso na perfeição ao introduzir alguns aspectos muito relevantes como é o caso do Halo e as ‘flash Interviews‘.

f1 2018 desk

Ao iniciarmos o modo carreira deparamo-nos com a escolha do nosso personagem que é uma coisa com a qual não perdi muito tempo a explorar porque queria jogar. Escolhi um preset que achei engraçado. Tudo muda de figura quando pedem para escolher o capacete, pois é o que mais define o piloto. Para minha Sorte existe um preset de capacete parecido com o do Ayrton Senna e eu nem hesitei.  

Próximo passo é  assinar com uma das equipas e eu comecei pela Williams, pois era a equipa com os standards mais baixos e não queria correr o risco de assinar pela Ferrari e ter 2 ou 3 más corridas e ser sacked, visto que os mesmos lutam pelo titulo.

f1 2018 car

Assim que assinamos somos recebidos na nossa equipa, onde nos é apresentada a nossa secretária com computador onde controlamos tudo a partir da mesma. Tudo relacionado com a equipa, research and revelopment, contratos, standings, etc. é tudo tratado aqui. E é também dali que escolhemos o que fazer em relação a cada grande prémio. Podemos optar por fazer todos os practice session ou saltar logo para a qualificação. Na primeira corrida fui fazer as sessões para ver como estava o comportamento da condução dos carros e tive uma surpresa agridoce.

A condução parece super fiel, ou seja, todos os detalhes contam. Late braking, oversteer, understeer, spin off, uma panóplia de coisas que acontecem no primeiro par de curvas. Depois de algumas tentativas tive de ativar a ajuda de grip control senão não conseguia fazer uma volta completa sem derrapar. Depois de umas tentativas (umas 50 tentativas e uma hora e meia depois) lá consegui acabar a qualificação (em último) e consequente corrida (em 14º) à frente do meu companheiro de equipa. F1 2018 manteve de jogos anteriores as rivalidades com o colega, ou seja, se fizermos melhor que ele estamos bem mas se fazemos pior, não é um bom lugar pra ficar.

f1 2018 interview

Um dos fatores de maior mudança na jogabilidade foi a inclusão do ‘Halo‘. Para quem não sabe o Halo é uma peça de fibra de carbono que está colocada na parte superior do cockpit para proteger a cabeça. Mas esta parte, in game faz com que se perca, à vontade, cerca de 25% da visão. Torna tudo muito mais difícil e estraga um bocado a experiência de jogo.  

A maior inclusão deste jogo foi as entrevistas rápidas e aqui está guardado o segredo dos bons resultados. No fim de cada practice, qualificação e corrida existe uma sessão de entrevistas rápidas e consoante as nossas respostas, o mundo da F1 muda a nossa volta. Se nos perguntam se eu sou melhor que o meu colega de equipa e eu respondo que sim, fico com status de showmanship (ou seja tou ali a dar show off) e isso arruina a minha relação com ele e a equipa, mas se respondo que somos uma equipa unida e que fazemos o melhor, ficamos com status de sportsmanship e isso aumenta a reputação da equipa. Algumas equipas preferem showmanship (principalmente as melhores como a Mercedes e a Ferrari) enquanto as outras preferem mais pilotos interessados em trabalhar em equipa pra que esta se possa desenvolver. As nossas respostas também influenciam os departamentos de reserach and development pois dependendo das mesmas, aumentamos ou diminuimos a moral dos nossos engenheiros.

f1 2018 cockpit

No research and development temos sempre de ter em atenção o que dar upgrade, pois como na realidade os mesmos podem ser chumbados pelos comissários, o que nos faz perder pontos, e tempo porque depois alguns improvements demoram mais semanas até estarem pontos. Posto isto tenho de deixar claro que a medida que vamos dando upgrade no carro, a condução do mesmo também vai mudando e com melhorias no chassi e nos aerodinâmicos, fica mais fácil fazer algumas curvas, enquando melhorias no power train e na unidade de energia dão mais velocidade. Entre corridas por vezes somos convidados a fazer alguns eventos com carros de outros tempos, o que nos dá um bom stress relief entre corridas e também serve para ganhar pontos para os upgrades do RnD.

Além do modo carreira, temos os modos Grand Prix que é para fazer uma ou mais corridas a nossa escolha, o modo multiplayer, time trial, e championships. Neste modo é nos dada a hipótese de o jogar com carros de outras épocas o que os torna muito mais apelativos.

Em suma, é o melhor jogo de F1 até à data e cada vez mais realista com todos os ínfimos detalhes lá colocados. O único senão e mesmo o motor gráfico não ser melhorado, o que não arruina em nada esta bela obra da Codemasters. E agora vou ali dar umas voltinhas no McLaren MP4/4 no circuito de Interlagos.

 O Foxbyte quer agradecer ao leitor Paulo Oliveira pela sua colaboração que trouxe a análise do F1 2018 a todos vocês. Se quiserem seguir o Paulo e as suas publicações, sigam-no na sua página do Facebook – Pajo Gaming.

F1 2018
8 / 10 Pontuação
Resumo
Apesar do motor gráfico já mostrar alguma idade, F1 2018 é a reprodução mais fiel deste desporto tão amado pelo público.
Rating8

 

Também te pode interessar