22 Set 2019
PS4

Análise – Everybody’s Golf VR

Uma experiência bastante interessante, mas ainda longe de um verdadeiro “Everybody’s Golf”.

Ficando rendido ao Everybody’s Golf que foi lançado há 2 anos atrás, foi com alguma ansiedade que peguei nesta versão VR. Acabou por não ser como imaginava em alguns aspetos, mas o geral acabou por ser uma experiência interessante.

everybodys golf vr screen
É aqui onde podemos praticar as nossas tacadas.

Everybody’s Golf VR pode ser jogado com com Dualshock 4 ou com um Playstation Move. Visto ser um jogo de golfe, o Move foi a minha primeira opção. Primeira coisa que o jogo nos pede, é a nossa altura, mão dominante e sexo. A altura está só em pés, por isso precisei de uma calculadora para perceber quanto é 1.76m em ft. (pés). Depois o jogo oferece-nos um curto tutorial que nos ensina a utilizar o Move para arremessar a bola. O jogo simplifica as coisas, e não é preciso ter um certo ângulo de agachamento ou algo do género para acertar, como seria na vida real, aliás, o jogo até oferece a opção de jogarmos sentados.

Jogar golfe em VR é bastante divertido.
Jogar golfe em VR é bastante divertido.
É nesta recepção onde podemos escolher o que fazer.
É nesta recepção onde podemos escolher o que fazer.

Depois disto somos atirados para o lobby de jogo, onde temos uma rececionista que nos dá umas noções básicas sobre o jogo. Devo dizer que sempre achei a estrutura dos bonecos em Everybody’s Golf bastante estranha, mas em VR é que dá para perceber que todos eles são bastante pequenos, ou então fui em que calculei mal a minha altura em pés e criei um gigante. Foi aqui que fiquei desiludido. Estava a contar com uma versão VR do título anterior, mas este jogo é completamente novo, e falta-lhe imenso conteúdo. Aquele modo de história bastante divertido que tínhamos no anterior deixou de existir, e apenas temos partidas de golfe que podemos personalizar. Podemos escolher os campos, quantos buracos (temos opção de 3, 9 e 18), qual o caddy que nos acompanha e tacos. À medida que vamos jogando e fazendo novas pontuações, vamos subindo de nível e ganhando novos campos, caddies e respetivos fatos, e novas opções de personalização de jogo. Por vezes e de forma aleatória, aparecem pequenos eventos especiais que envolvem o/a caddy a fazer algo parvo, como comer chocolates ou tentar atravessar uma ravina passando por um tronco só para chegar ao próximo buraco. Pequenas cutscenes que não acrescentam nada ao jogo. Não podemos andar livremente pelo cenário, nem tampouco existe um modo multijogador. Em termos de conteúdo, o jogo resume-se a isto.

Os caddies por vezes levam-nos para eventos aleatórios.
Os caddies por vezes levam-nos para eventos aleatórios.
Podemos praticar imediatamente antes de cada tacada.
Podemos praticar imediatamente antes de cada tacada.

Mas a gimmick do jogo é sem em VR, e aqui destaco claro, os controlos. Apesar de não ser perfeito, o PS Move comporta-se muito bem. Os movimentos não são 100% precisos, mas bons o suficiente para ter uma experiência agradável no ramo.

Basicamente, é disto que se trata Everybody’s Golf VR, uma experiência de golfe em realidade virtual bastante competente, mas que em termos de conteúdo, fica muito aquém daquilo que a série nos tem habituado. Pensavam que iam conduzir um buggy em vr? Pois também eu… também eu….

Everybody's Golf VR
6 / 10 Pontuação
Resumo
Basicamente, Everybody’s Golf VR é uma experiência de golfe em realidade virtual bastante competente, mas que em termos de conteúdo fica muito aquém daquilo que a série nos tem habituado.
Rating6

Related posts