…O Assassino do Intercidades.

Aqui está ele! O tão esperado dê-éle-cê para o Inspector Zé e Robot Palhaço.

Inspector Zé e Robot Palhaço em: o Assassino do Intercidades é a sequela de Crime no Hotel Lisboa, que saiu em 2013 e, desde então, vendeu mais de 100.000 cópias, sendo um jogo de aventura ao estilo dos clássicos point-and-click, com uma pixel art que representa Lisboa de uma forma linda e viva. Sendo optimizado com uma gloriosa resolução de 256×192 master race à moda do ZX Spectrum. Podem ler a nossa análise, aqui.

N’O Assassino do Intercidades alguém anda a matar passageiros no intercidades Lisboa-Porto, todos os dias desde terça-feira. Como seria de esperar, o Policia Garcia não é capaz de resolver o assunto, sendo que só lhe resta pedir ajuda ao seu velho amigo com um parceiro voador – o Inspector Zé e Robot Palhaço. Juntos, eles vão apanhar o intercidades, chatear todos os passageiros, fazendo perguntas inconvenientes, apanhar os pertences dos passageiros e chamar-lhes “pistas”, comer e beber à borlix no bar (homem trabalhador merece, né?) e se tudo correr bem, encontrar e parar o assassino.

Como se isso não fosse obra o suficiente, ainda têm de cuidar do miúdo do Garcia porque a sua mãe está no Porto e o Garcia anda ocupado e já que estão a apanhar o comboio para o Porto não custa nada levá-lo com eles. O Que é que pode correr mal?

O jogo será standalone, o que significa que não terão de ter o Crime no Hotel Lisboa para jogar O Assassino do Intercidades. Será lançado pelo valor de 9,99€ no Steam, em Português e Inglês, estando disponível para Windows, Mac e Linux. Irão contar com as conquistas, cartas e, segundo o estúdio, dado o amor demonstrado pela banda sonora, o jogo terá novamente musicas compostas e gravadas especialmente para o mesmo, incluindo música orquetral e rock moderno.

Estão prontos para embarcarem numa nova aventura cheia de humor, casos mistérios e ainda mais personagens que no primeiro título?