Antecipando o primeiro MOBA para a Nintendo Switch.

Quem me conhece sabe que o género MOBA não é atrai. Já tentei League of Legends, Heroes of The Storm, Smite e até DOTA 2, mas sem sucesso. Com todo o hype da Nintendo Switch e pelo anuncio de Arena of Valor, decidi experimentar a versão que já se encontra no mercado, a mobile. Aqui fica a minha explicação de como um estilo de jogo que abomino, me tem colado ao telefone.

Acho que já estamos numa altura em que não preciso de explicar o que é um MOBA. Na sua essência, Arena of Valor é um MOBA clássico. Vários heróis são atirados para um campo de batalha composto por 3 corredores, várias torres e um núcleo em cada base. Existem vários tipos de jogo, mas vamos considerar que o clássico 5 vs 5 é o modo principal. Arena of Valor é simples de jogar. Os controlos são reduzidos, tendo apenas uma zona no ecrã que controla o movimento do personagem, o ataque básico e 3 habilidades que serão evoluídas ao longo da batalha. Visto ser um jogo para um dispositivo tão limitado como um smartphone, o alvo é quase sempre “locked“, tirando em algumas habilidades em que temos que apontar manualmente. O facto de termos poucas habilidades faz com que exista uma menor curva de aprendizagem, pelo menos no que toca em controlar o personagem, pois sem algum conhecimento ou estratégia neste tipo de jogos, não irão muito longe.

Os mapas são pequenos e os edifícios têm pouca durabilidade, o que torna o jogo bastante rápido e fácil de executar um contra-ataque. O que não gosto nos MOBAS mais famosos é o extenso tempo de duração de cada partida, por isso Arena of Valor é perfeito para mim. Um jogo dura em média 15-20 min e é tão simples de aprender que até um noob como eu consegue dar uma ajudinha à equipa.

Vamos também adquirindo dinheiro para comprar equipamentos e arcana para melhorarmos os atributos dos nossos personagens. No menu principal temos acesso a um ecrã onde podemos escolher que equipamentos aparecer para comprar para cada personagem, isto fará com que no menu de compra rápido apenas apareçam os itens que realmente achamos que irão dar algum jeito ao nosso personagem durante as partidas. Existem muitos personagens para desbloquear e certamente encontrarão um que se adapta ao vosso estilo de jogo. Os designs estão muito bem conseguidos, sendo que na maior parte dos casos são inspirados pelas divindades das diferentes mitologias. Neste momento existe eventos onde poderão comprar personagens da DC, como Batman, Super-Homem e Mulher-Maravilha. Para dar um boostzinho aos novatos, durante os primeiros dias de jogo poderão desbloquear novos personagens a cada 3 partidas que realizem. No fim deste período terão uma boa “garagem” de heróis.

Como não podia faltar num jogo que vos tentar obrigar a jogar todos os dias, existem bónus de logins diários, desafios e ainda existem guilds. Estamos a falar de um jogo para dispositivos mobile, mas isso não implica maus gráficos. Arena of Valor apresenta-se com um excelente aspecto, não muito diferente de por exemplo, League of Legends. Os cenários são coloridos e detalhados e até dá para colocar uma linha preta à volta do personagem para o realçar. O HUD tem toda a informação necessária mas sem encher o ecrã com tralha. O jogo está bastante bem optimizado e funciona bastante bem em telefones de gamas mais baixas. Troquei recentemente de telefone, mas o que tinha antes era bastante inferior mas corria o jogo sem qualquer tipo de problemas. Podemos ainda alterar algumas definições gráficas e até ajustar alguns aspectos de jogabilidade, como a forma de bloquear alvos e a câmera.

Como Arena of Valor existem n jogos espalhados pela App Store / Google Play Store que diferem apenas em alguns aspectos, mas foi este o escolhido para ser o pioneiro do género na nova consola da Nintendo. Esperemos que a produtora continue a melhorar o jogo e que a versão Switch seja ainda melhor que a versão mobile que me conquistou por completo e me obriga a fazer algumas partidas diariamente. Esperemos então que o jogo chega rapidamente à Nintendo Switch para vos trazer uma análise mais detalhada.