Há 10 anos atrás saiu, das “mãos” de uma produtora desconhecida de nome Bungie, o primeiro jogo da franquia Halo na América, Halo: Combat Evolved provocou uma revolução no género FPS e na Xbox, tornando-a uma consola desejada por muito jogadores. A franquia Halo tem dado muito aos jogadores durante estes anos, e continua a dar boas experiencias a quem o acompanha, sendo esta uma das franquias que mais fãs possui. Com a associação da Bungie à marca Halo à tanto tempo, a produtora decidiu que era a altura de partir para outro projeto, e deixou o peso desta grande franquia à 343 Industries, que teve o seu primeiro teste na remasterização de Halo: Combat Envolved, que passados 10 anos ficou denominado como Halo: Combat Evolved Anniversary.

Este mantém a história do original, destinado principalmente aos jogadores que não tiveram a possibilidade de o jogar na primeira Xbox, ou não conseguiram arranjar o jogo para o experimentar na Xbox 360. Começando com a descoberta de um misterioso anel alienígena, Master Chief é “chamado” do seu descanso para explorar esta nova forma de vida, mas o pior acontece, e enquanto decorrem testes a Chief, a nave onde viajam é atacada por uma forma de vida alienígena designada por Covenant. Para que chief esteja a par dos acontecimentos é acompanhado por Cortana, a inteligência artificial que acompanha Chief na sua aventura por este mundo desconhecido.

h0

Foi visualmente que este jogo teve a sua maior evolução, não tendo sido apenas colocado em formato HD como muitos outros jogos já remasterizados, Halo: Combat Evolved Anniversary foi feito completamente remodelado, com cenários, armas, personagens e som, todos eles foram remodelados e alterados. Podemos ver as grandes diferenças com a inserção de uma comparação entre o original e esta novo modelo, carregando no botão ‘back’ teremos a alteração deste novo para o original e vice versa. Com este pormenor incutido podemos ter a real noção do que é que víamos à 10 anos atrás e considerávamos excelente, para o que vemos hoje e achamos que ainda poderia ser melhor. Isto porque notamos que existem pequenos problemas no carregamento de algumas das novas texturas, pequenos brakes em momentos de mais ação no cenário, e um pequeno problema técnico quando mudamos de uma visão para a outra, nesta mudança de remasterizado para original e vice versa o jogo não para, por isso quando o fazemos temos que nos certificar que não temos nenhum inimigo por perto, pois se tivermos iremos sofrer dano e não o veremos pois iremos ficar com um plano preto.

Mas não poderíamos ver as armas visualmente alteradas e com os mesmos efeitos sonoros do original, temos então também uma banda sonora e todos os efeitos sonoros alterados, apresentados neste novo título com uma melhor qualidade, mantendo a noção de ser a mesma coisa que do original mas muito mais distintos e agradáveis.

h1

A jogabilidade também se mantém fiel ao original, visto ainda não ter nenhuma das habilidades existentes nos anteriores títulos, como correr, camuflagem, escudo, etc, apesar destas adições terem sido colocadas apenas em Halo: Reach não foram adicionadas neste, segundo a 343 Industries, o código manteve-se o mesmo por isso a nível de controlos iremos obter exatamente a mesma experiencia tirada do jogo original. Os controlos originais serão os usados em Halo: Reach, mas estes podem ser modificados de maneira a estarem mais idênticos ao original, visto os controles de ambas as consolas serem ligeiramente diferentes.

Mas para que o conteúdo do jogo não seja completamente igual ao original, a produtora implementou o modo co-op na campanha, dando assim pela primeira vez a possibilidade de jogarmos com um amigo o primeiro título de lançamento da franquia Halo, a possibilidade de encontrar skulls: que irão facilitar ou dificultar a experiencia de jogo, terminais que irão dar a possibilidade de conhecer um pouco mais da história, o modo firefight: onde teremos que enfrentar hordas de inimigos com mais o máximo de mais três amigos, e também o modo multiplayer.

h0

O multiplayer usa o mesmo sistema de Halo: Reach, com personagem editável, emblemas e actualização de atributos de Halo: Waypoint, com 6 mapas remasterizados de Halo: Combat Evolved e Halo 2, remontando-nos aos antigos mas diferentes cenários de luta intensa. Estes também podem ser acedidos pelos jogadores que possuírem Halo: Reach através de um DLC já disponível no marketplace.

Ficamos assim com uma visão do que é que podemos esperar deste novo título que vem comemorar os 10 anos de vida revigorantes deste franchise, apoiado pelas características de reconhecimento por voz de cerca de 20 palavras através do Kinect, apesar de este só reconhecer a língua inglesa, é um passo de evolução pela 343 Industries sobre a franquia, que muito ainda tem para dar e pelo que verificamos neste grande e verdadeiro trabalho de remasterização está bem entregue, visto que o trabalho feito sobre este título em análise não seria igualmente feito por qualquer estúdio que pegue num jogo deste calibre e o consiga editar e modificar sem estragar a verdadeira essência do trabalho original.

[nggallery id=13]