Um jogo baseado num filme que por sua vez é baseado no primeiro jogo de 2002. Por outras palavras, este jogo é um reboot à série.

O Lombax mais famoso da galáxia está de volta à sua aventura original, desta vez tendo os seus feitos contados por Captain Qwark. Ratchet tem uma vida pacata numa garagem em Veldin e sempre sonhou em ser um ranger espacial. Um dia Ratchet conhece Clank, um warbot com um comportamento diferente dos restantes e que em vez de matar, o seu objectivo é levar informações sobre as verdadeiras intenções do presidente Drek aos rangers espaciais. É a partir daqui que os dois partem numa jornada pela galáxia tentando impedir que Drek leve o seu plano avante. Algumas cinemáticas são retiradas do filme pelo que se viu pelos trailers, mas também estão presentes novas versões das cinemáticas originais, assim como as sidequests que muito provavelmente também não aparecerão no filme. Adoro o humor utilizado, principalmente quando tentam quebrar a 4ª barreira.

RCPS4_5_nov_run_1459502440

Ratchet & Clank mantêm a clássica jogabilidade de platformer 3D, onde ultrapassamos obstáculos e derrotamos inimigos com a ajuda da chave de bocas ou com armas de fogo. O controlo do personagem é fluído e preciso, nunca tive dificuldade em aterrar num piso ou em disparar contra um inimigo com precisão. Mesmo quando somos obrigados a voar com o jetpack e apontar a arma ao mesmo tempo, o jogo permite-nos fazer isso de forma simples e confortável. Existem algumas secções onde utilizamos Clank, e nestas secções utilizamos pequenos robôs para o ajudar a ultrapassar simples puzzles. Desde metralhadoras, passando por uma arma que mete os inimigos a dançar, até uma mini-nuke, Ratchet tem à sua disposição um vasto arsenal que se adequa a qualquer situação de combate. Ao derrotarmos as criaturas que nos tentam impedir de salvar a galáxia e destruindo objectos, ganhamos parafusos e porcas que servirão para adquirir novas armas. À medida que vamos utilizando determinada arma, ela vai evoluindo, permitindo assim aumentar os atributos das mesmas a troco do precioso Raritanium.

4_metro_train_1459502437

Graficamente o jogo mostra-se de forma exemplar e por vezes é difícil distingui-lo do filme. O jogo de 2002 era bastante bom para a altura, mas graças ao poder de duas gerações acima, esta nova versão consegue dar uma nova vida aos mapas originais. Áreas mais espaçosas e com muito mais movimento no ecrã, algumas secções parecem ser completamente novas. É gratificante ver dezenas de porcas a voar na nossa direcção. O HUD reúne todas as informações necessárias e de forma compacta e o D-pad pode ser configurado para trocar entre armas de forma rápida e sem pausar a acção.

Screenshot_3

Existem poucas actividades extra para fazer. As corridas de hoverboard estão presentes, mas existem apenas 2 campeonatos com 3 taças cada. Apesar de ser um mini-jogo bastante bom, terminei todas as taças à primeira tentativa, não oferecendo grande desafio. Mais mini-jogos ou campeonatos teriam sido um excelente extra ao jogo. Existem parafusos dourados espalhados pelos níveis. Art Works, customização para a armadura e filtros de ecrã são exemplos dos bónus que desbloqueamos com esses parafusos. A maior novidade em termos de coleccionáveis são as cartas. Ao derrotar um inimigo existe a chance de cair uma carta. Estas cartas estão divididas em sets de 3, que ao serem completados dão bónus de bolts, frequência com que as cartas aparecem e os sets de armas dão acesso a versões melhoradas das mesmas para desbloquear no modo Challenge. Este modo é um New Game + em que à medida que vamos matando inimigos sem levar dano, vamos aumentando um bónus que multiplica os bolts que recebemos.

2_ratchetvista_1459502435

Ratchet & Clank é  a fórmula clássica adaptada ao tempos modernos, tornando-o num dos melhores jogos de plataformas 3D da actualidade. A história é consistente e apesar de já ser bem conhecida no mundo dos videojogos, consegue dar ao jogador o sentimento de que é um jogo baseado num filme. Infelizmente a Insomniac não aproveitou a oportunidade para aumentar ainda mais os mapas, criando novos caminhos (acontece em alguns mapas, mas não o suficiente) e desafios para aumentar a dimensão da experiência. Uma mão cheia de novos planetas com sidequests teria sido uma mais valia, por achei que o jogo acabou bastante rapidamente, mesmo tendo apanhado tudo. Ratchet & Clank é um jogo fantástico mas falha em fazer com que este reboot saia da sombra do jogo original.