25 Ago 2018
PS4

Análise- Pro Cycling Manager 2017: Le tour de France

Um bom mas atribulado simulador.

Com a aproximação da prova rainha do ciclismo mundial, está na altura de recebermos mais uma entrada na série Cycling Manager com este Pro Cycling Manager 2017. Confesso que não sigo o desporto desde os tempos de Vítor Gamito, mas é um dos desportos que mais gostava de ver.

Pegar neste jogo foi um autêntico desafio, pois requer uma enorme curva de aprendizagem e a última vez que joguei um jogo desta série foi por volta de 2004. Para quem não sabe, Pro Cycling Manager 2017 é um jogo de gestão de ciclismo, de uma forma mais simples, o FM das bicicletas. Assumindo o comando de uma equipa de ciclismo, ficamos encarregues de gerir tintim por tintim tudo aquilo que é necessário para levar a nossa equipa à vitória, desde tratar de contratos, salários, treinos, transferências e muitas outras opções que podia escrever uma tese sobre o assunto

Fiquei impressionado com a quantidade de coisas que se podem fazer e vai ainda demorar um bocado até eu dominar o assunto e aqui a Cyanide falha um bocado: Visto que a série já aqui anda há mais de 15 anos, estava na altura de tentar arranjar uma forma mais simples e intuitiva de gerir os menus. Para alguém que quer começa a sua carreira neste ramo, cada um dos menus do jogo vai-lhe parecer um cockpit de um avião. Depois dessa fase de gerir e afinar a nossa equipa, entramos nas corridas em si. Estas são renderizadas em 3D e mesmo com uma boa máquina, os loadings são enormes, o que é compreensível dada à quantidade de informação e ciclistas que vamos ter no ecrã.

Se num primeiro contacto achei os menus confusos, as corridas não me deram uma impressão diferente. Mesmo com um tutorial ainda tive umas boas corridas até me habituar aos diferentes botões (a minha falta de estratégia no ramo também ajudou). Aqui podemos dar ordens direta aos nossos atletas e também lhe dar algum tipo de apoio. Para quem quer uma maior taxa de sucesso nas provas, esta é a melhor opção mas para tal, vão ter que levar com loadings enormes. Se estiverem com alguma pressa e tiverem alguma confiança na vossa equipa, podem sempre simular as provas.

Fãs do desporto não se podem queixar da falta de conteúdo. Existem imensas provas (creio que as europeias estejam quase todas no pacote) e equipas, mas se forem mais exigentes podem sempre descarregar conteúdos criados pelos utilizadores através do Steam Workshop. Existe também a possibilidade de jogar online com outros jogadores em diversos modos de jogos e podemos até criar clãs.

No geral é um bom simulador com tudo aquilo que um fã acérrimo do desporto deseja, mas está na altura dos menus levarem uma revisão até porque é um estilo de nicho e assim não será fácil puxar os que só estão interessados.

 

Também te pode interessar