26 Mar 2020
PC e Mac

A Walk in the Dark

A Walk in the Dark é um jogo de plataformas e de aventura feito pela produtora portuguesa Flying Turtle com uma artwork parecida com a utilizada no conhecido jogo Limbo. Fiquem a conhecer este marco português no universo dos vídeo-jogos.

Apesar da estória ser um pouco confusa de início e não conseguimos perceber muito bem o que se vai desenrolar, à medida que vamos avançando no jogo, onde a estória nos leva, este jogo envolve-nos de uma forma que nos leva a continuar a jogar, apesar da dificuldade ir aumentando nível após nível.

[singlepic id=1994 w=610 h=343 float=center]

O jogo começa com uma pequena animação em que aparece uma menina e o que aparenta ser o seu gato preto, este momento é interrompido por uma espécie de monstro com uma cabeça que parece um esqueleto de um bovino, que rapta a menina e leva-a com ele. A partir deste momento começa o primeiro nível, extremamente fácil, só para nos habituarmos um pouco aos controlos e também para termos uma pequena noção do ambiente e dos obstáculos existentes no jogo. Neste nível conseguimos ver que temos 2 objectivos para alcançar, esses objectivos variam mediante a dificuldade do jogo e também mediante o modo em que nos encontramos.

[singlepic id=1988 w=610 h=343 float=center]

Sendo o jogo parecido com Limbo na parte ‘gráfica’, em termos de dificuldade e variedade de desafios, este jogo leva-nos para outro patamar completamente diferente. Após passarmos algum tempo a jogar com o nosso amigo felino, que anda a busca da dona que foi raptada, e passar-mos os níveis iniciais, deparamos-nos com um modo diferente, neste modo temos de jogar com essa mesmo menina desaparecida, parecendo estar agora presa num mundo cheio de perigos e de certa forma ‘mágico’. Este modo trás-nos ao tal patamar diferente que falei, neste modo temos de controlar a menina de duas formas diferentes, explicando melhor, a medida que ela salta, ela muda de plano, e o que outrora seria o tecto passa a ser o chão, e temos de controlar esta troca de planos a medida que vamos encontrando obstáculos para ultrapassar.

[singlepic id=1993 w=610 h=343 float=center]

Quando chegamos aos níveis finais (este jogo tem 100 níveis disponíveis no total), deparamos-nos com um nível de dificuldade muito elevado, certos níveis até nos parecem impossíveis de inicio que nos dão até vontade de desligar o jogo e não pegar mais nele. Mas há algo que nos faz sempre ir tentar de novo, e de novo, até conseguirmos e isso trás-nos uma sensação de vitória brutal, até continuarmos para o próximo nível, ai os sentimentos passados voltam trazendo uma dificuldade ainda mais superior a anterior.

[singlepic id=1990 w=610 h=343 float=center]

Este jogo encontra-se de momento disponível para comprar no seu site, e se realmente gostarem do jogo podem votar para ele ficar disponível na Steam, através da Steam Greenlight. A Walk in the Dark vale mesmo a pena, pois se forem como eu, que gostam de jogos que nos tragam novos desafios então este é o indicado, e claro é um jogo feito por portugueses, e o que é nacional é bom.

Related posts