26 Ago 2018
PS4

Análise – WRC5

Uma série que já não impressiona como em tempos impressionou mas que ainda assim mantém o seu público atento e fiel, título após título.

WRC5 apresenta-se como um jogo “novo” e divertido q.b. no meio de alguns candidatos ao título de peso pesado do desporto automobilístico, sendo eles Driveclub, The Club, Project Cars, Need for Speed, etc. Trazido pela Kylotonn, cujo portfolio de jogos não traz nenhum nome sonante, e sendo a primeira vez que toma as lides dos carros de rally, assumiu a responsabilidade e presenteou-nos com um título sólido.

No entanto, WRC5 destaca-se por jogar não só na liga dos jogos de carro mas também numa liga só sua e que não tem competição à vista. Pelo menos até ao lançamento de Dirt Rally ou Sébastien Loeb Rally Evo, que não deve demorar muito.

WRC5

Quando peguei neste jogo pela primeira vez, senti logo que este não era um jogo chato que pretende ser mais um como todos os outros já feitos, e imitar a vida real fazendo-nos sentir ao volante de um carro a sério, mas sim um jogo que se leva a si mesmo muito a sério quando a sua função principal é entreter o jogador com uma jogabilidade mais despreocupada e até arcade, com um travo a Sega Rally.

O visual do jogo está muito bom, com as texturas e ambiente fieis ao que a consola da Sony nos tem para oferecer e ao que o jogo pede. O carro sofre danos como já acontecia no passado, e temos ao nosso dispor um mapa à la Destruction Derby onde observamos o nível de dano que o mesmo sofre. No entanto com algumas horas de jogo conseguimos entender onde foi depositada toda a magia e divertimento…na sua jogabilidade.

maxresdefault

Os controlos em WRC5  têm melhor resposta, comparado aos títulos anteriores, conseguimos manobrar o carro com mais precisão e isso deve-se às opções infindáveis de ajuste de controlo do carro onde podemos calibrar tudo, desde a sensibilidade dos travões, da aceleração, da direcção, o nível de vibração, etc. Dá gosto jogar um jogo assim sem fazer figuras tristes a beijar postes, árvores e rails, curva após curva.

Em termos de matéria online temos o já típico multiplayer onde podemos fazer quickmatch ou criar a nossa própria sala. Temos também desafios e recordes online para bater, e o maior destaque vai para o evento Esports WRC. O único problema é só começar em Janeiro. A ver se não perde a sua chama antes do início com a chegada de outros rivais.

WRC_5_gameplay_video

No que toca às restantes e relevantes opções de jogo, temos a tradicional escola de rally para nos dar a bagagem suficiente para nos fazermos à estrada. O modo carreira é exactamente aquilo que esperamos. Começamos verdinhos no mundo do rally e vamos subindo até ao topo passando pelos mais diversos países e etapas, destacando o rally de Monte Carlo, da Catalunha, Córsega, País de Gales, etc.

Dá gosto jogar um jogo assim sem fazer figuras tristes a beijar postes, árvores e rails, curva após curva.

E já que falamos em pistas, as mesmas estão fieis à prova deste ano da FIA, e o nosso belo Portugal marca presença com a Vodafone Rally de Portugal e com as suas provas em Ponte de Lima, Fridão, Caminha, Vieira do Minho, etc.  Junto com todos os pilotos/rivais de renome, as marcas, patrocínios, enfim…toda a parafernália que faz um jogo de corridas licenciado. Os terrenos das pistas também estão bem implementados, consoante aquilo que corresponde à realidade do desporto, dando uma dinâmica evolutiva face ao título anterior quando sentimos a adaptação do nosso carro e a condução que temos de ter de uma pista para a outra.

WRC5

WRC5 não é de todo um must-have nem um jogo que nos tenha feito palpitar pela sua chegada ao mercado, mas é um título sólido que nos proporcionará uma boa dúzia de horas de entretenimento enquanto a concorrência não chega. Afinal de contas, não temos nenhum outro jogo de rally disponível, não é verdade?

Analisado na PlayStation 4.

Também te pode interessar