27 Ago 2018
PS4

Análise – Tennis World Tour

Um regresso que não chega ao fundo do court.

Foram vários os anos que passaram sem assistirmos ao lançamento de um videojogo de ténis. Apesar de não ser uma modalidade tão famosa e unânime como o futebol ou basquetebol, os fãs deste desporto ainda são muitos e de certeza que já ansiavam por um novo título.

Chega-nos assim Tennis World Tour, desenvolvido pela Breakpoint e que vem tentar voltar a colocar esta modalidade num patamar elevado como Top Spin fez em tempo. Contudo, apesar de ser um bom esforço, o resultado não é perfeito e o que temos aqui é um jogo com uma base bastante sólida mas que requeria mais algum tempo para receber alguns polimentos e melhoramentos.

No que toca aos modos de jogo, a estrutura mantém-se com com os habituais modos de tutorial, onde aprendemos os principais movimentos e pancadas, carreira, onde criamos o nosso próprio tenista e damos a volta ao mundo para tentar chegar ao número 1 do ranking, e as partidas de singulares e pares.

Sendo o modo carreira o grande foco deste e da maioria dos jogos de ténis, ficamos também surpreendidos com a falta de novidades face ao que já foi feito anteriormente. A estrutura de calendário e de opções que temos para fazer com o nosso tenista são as mesmas de outros jogos de ténis e nota-se alguma falta de cuidado em acrescentar novas opções.

Como qualquer jogo de desporto, o que interessa verdadeiramente é se a modalidade está fiel à realidade e se o motor de jogo cumpre o necessário. Contudo, também aqui nota-se algum descuido, sendo que muitas vezes torna-se difícil perceber as diferenças entre os vários batimentos e os movimentos em campo são estranhos. Ficamos sempre com a impressão que não temos o controlo total das nossas pancadas e que existem algumas falhas principalmente a defender.

No que toca ao número de tenistas licenciados, também aqui ficamos surpreendidos com algumas ausências. É verdade que temos Roger Federer, Zverev, Thiem e muitos outros, num total de 31 tenistas, mas não se percebe como Nadal, Djokovic, Del Potro ou Cilic ficaram fora da lista.

Feitas as contas, Tennis World Tour não é um mau jogo de ténis mas tem ainda muito trabalho pela frente no que toca a melhorias do motor de jogo e novidades no modo carreira, que é sobretudo do que vivem os jogos desta modalidade.

Tennis World Tour
6 / 10 Pontuação
Resumo
Um jogo que falha em trazer o ténis para a ribalta nos videojogos, acabando por não oferecer nada de novo e inovador.
Rating6

Também te pode interessar