Run Mario, run!

Mario é sinónimo de Nintendo, e a gigante nipónica decidiu aderir à moda dos runners para dispositivos mobile e quem mais adequado para o papel senão Super Mario?

A história é a mesma de sempre: Bowser rapta a princesa e o pobre canalizador lá tem que percorrer meio mundo para a resgatar. Ao contrário dos jogos “normais” de Mario e à semelhança dos outros runners, Mario está constantemente a correr parando apenas quando se depara com blocos de pausa ou com obstáculos bem maiores que ele. Coisas como pequenas elevações de terra e inimigos, Mario salta automaticamente por cima. Existe apenas um controlo, um simples toque no ecrã que faz Mario saltar, pisar um inimigo e se for feito quando nos cruzamos com uma parede, Mario dá um salto para trás retomando de seguida a sua rota normal.

Existem no total 6 mundos com 4 níveis cada, isto na versão paga pois o trial só nos deixa jogar grande parte do primeiro mundo e 10 segundos do último nível. No geral a campanha é simples e curta mas caso queiram apanhar todas as moedas especiais a dificuldade aumenta um pouco. Cada nível contém 3 lotes de moedas especiais e cada lote é sempre mais difícil que o anterior. As moedas de cada lote têm que ser apanhadas numa única partida, o que nos obriga a repetir todo o nível caso deixemos alguma para trás.

O segundo modo de jogo é o Rally que puxa mais ao bichinho da competição. Aqui repetimos os níveis da campanha e o objetivo não é chegar ao fim, mas sim apanhar mais moedas que o adversário durante o tempo limite. Não jogamos diretamente contra uma pessoa, mas sim contra o seu fantasma daquele nível. Temos 90 segundos para apanhar o maior número de moedas possível e conforme a nossa prestação, Toads de várias cores vão-se juntar ao nosso reino. Isto permite-nos comprar novos elementos para o reino incluindo edifícios para desbloquear mais personagens. Para jogar o Rally são necessários bilhetes que se obtém através de edifícios com bónus ou comprando com pontos do My Nintendo.

Graficamente é o que podemos esperar de algo entre a Nintendo DS e a 3DS e principalmente nos Rallies é um festival de cor e movimento. As músicas são as de sempre com uns retoques aqui e ali. O maior problema do jogo é não correr sem ligação constante à internet, nem mesmo para jogar a campanha, e se a conexão não for estável, o jogo corre com algumas paragens.

Se o jogo tem conteúdo que vale 9.99€? Não, mas vale a pena adquirir caso gostem muito do modo Rally, pois a campanha é bastante curta e depois de tudo completo, apenas voltamos lá para completar os eventos que de vez em quando aparecem. O modo Rally está presente na versão de teste mas só aparecem Toads vermelhos que apenas servem para comprar o básico. Os de outras cores são desbloqueados a partir do segundo mundo.

Não é o melhor runner do mercado mas é um bom jogo. O charme de Super Mario está presente e o modo rally é um pretexto para pegar no telemóvel nas horas vagas. Os maiores defeitos são a ligação constante à Internet e o preço. De facto, preferia que fosse Free-to-play com pequenos pagamentos opcionais. Vamos ver se a Nintendo decide acrescentar mais qualquer coisa nos próximos meses.