02 Set 2018
PS4

Análise – Pro Evolution Soccer 2017

Chegou a altura do ano em que somos confrontados com a difícil escolha de qual o título futebolístico que vamos abraçar este ano: PES ou FIFA. Para muitos esta decisão é sempre certa, para outros não tanto. A verdade é que está cada vez mais difícil a escolha.Desde a entrada do FOX Engine na série que PES tem vindo a melhorar ano após ano e já entrou naquela fase do “não mexe mais”. A Konami arriscou e bem ao trazer este motor que permitiu novas animações, melhores gráficos e um sistema de física apurado. Os anos negros chegaram ao fim e em PES 2017 sentimos que as melhorias já foram a pequenos detalhes, novas animações, novas adições em modos de jogo, estabilidade no online, entre outras.

A jogabilidade sempre foi o ponto forte de Pro Evolution Soccer, rápido e preciso, um estilo arcada que nos entretém desde 2001. Este ano a jogabilidade continua ao alto nível, podem esperar melhor precisão nos passes e remates. O controlo da bola está mais real e ajuda num drible mais rápido mas ao mesmo tempo obriga-nos a ter mais cuidado porque não está tão colada ao jogador, é mais fácil perdermos a bola quando nos queremos armar em Neymar, não basta correr para a frente. O confronto físico entrou ainda mais ao barulho e tem um peso forte na forma de como defendemos e abordamos os diferentes movimentos no terreno. Ultrapassar defesas mais fortes vai exigir bons reflexos se forem cair no um para um. A novidade “real touch” tem um peso forte na jogabilidade e varia consoante o jogador que tem a bola na sua posse e se está, ou não sobre pressão do adversário.

pes2017-1

Os remates continuam potentes se encaixados da melhor forma, mas desta vez vão ficar de boca aberta muitas vezes com algumas das defesas que os guarda-redes conseguem fazer. As reacções estão mais rápidas e já não saltam tanto “no vazio” como fazia no passado. A sair dos quatro postes já não são assustados e atacam a bola de forma mais real.

Passando por um dos pontos fortes de PES temos o modo Master League que até hoje não nos deixou mal. É tudo o que já conheciam mas com umas novidades pelo meio como por exemplo o sistema de transferências, um período de negociações gerido com tempo e novas designações individuais aos jogadores para estes seguirem o comportamento esperado em campo. Os restantes modos de jogo são os já existentes e não sofreram alterações que mereçam uma crítica, fomos rever um a um e percebemos que estão iguais.

pes2017-2

Tal como tem vindo a ser habitual, mantém-se a licença das competições como a Liga dos Campeões e Europa, Copa Libertadores e Liga dos Campeões da AFC. E já que falamos de licenças não podemos deixar de passar a especial atenção a Neymar e ao Barcelona, que tem o seu Camp Nou fortemente representado em PES 2017, com um nível de detalhe máximo e rigoroso.

pes2017-3

O tendão de Aquiles continua a ser o mesmo: as licenças dos clubes. É só neste ponto que torço o nariz ao PES 2017, que tal como nos anos anteriores, continua a ter poucos clubes licenciados. Para mim é estranho começar uma fantástica competição como a Liga dos Campeões e depois reparar que 10% dos clubes estão com nomes trocados e equipamentos nada a ver. Sim, existe a opção de carregarmos um option file que resolve este problema mas se jogarem na Xbox One (como foi o nosso caso), não existe esta opção. Estão sempre presos a jogar da forma “feia”, a menos que editem vocês à mão, um a um. Era importante a Konami adicionar o suporte a esta opção na consola da Microsoft uma vez que na PlayStation 4 é possível carregar o option file.

pes2017-4

O modo online também precisava de umas melhorias, está lá, funciona e para quem só quer jogar online é capaz de cumprir os requisitos mas a Konami sempre teve alguma dificuldade na estabilidade dos seus servidores que por vezes demoram muito a ligar, o sistema tradicional de salas e falta de mais controlo sobre os modos de jogo.

Em suma, PES 2017 mantém a qualidade do ano anterior e afirma-se como uma excelente aposta para quem gosta de jogos de futebol mais focados numa vertente arcada, com uma Master League que vos vai entreter horas a fio.

Também te pode interessar