26 Mar 2020
PS4

Análise – Patapon 2 Remastered

Mais uma dose de ritmo chega à Playstation 4.

Patapon é sem dúvida um dos jogos mais icônicos da Playstation Portable, e depois do sucesso do primeiro título na consola caseira, era mais que natural que a sequela seguisse o mesmo caminho.

Os Patapons e os Zigotons conseguem construir uma embarcação e decidem rumar a terras desconhecidas. Pelo caminho, são atacados por um Kraken, e acabam por naufragar. É nesta terra desconhecida onde com a nossa ajuda no papel de Deus, vamos guiar estas estranhas mas fofas criaturas numa guerra contra os Karmen.

A jogabilidade mantem-se muito semelhante ao anterior. Temos tambores que ao criarmos ritmos específicos, comandamos os nossos exércitos. Os combos são fáceis de decorar, e ao fim de meia dúzia de missões, vão estar gravados na nossa memória, o problema é o jogo por vezes não reconhece o timing dos inputs, o que se pode tornar frustrante em momentos chaves das missões.

Mais uma vez, Patapon 2 apresenta-nos uma boa história, contada de uma forma bastante leve. Os visuais minimalistas são apelativos, e estão muito bem convertidos para o glorioso 1080p. Infelizmente, e tal como acontece em muitas remasterizações do género, as cutscenes não foram remasterizadas.

Nesta sequela são-nos apresentados heróis. Estes heróis têm habilidades especiais, e podem ser evoluídos na aldeia. Cada heróis tem uma árvore de evolução, que nos permite criar várias unidades diferentes. Uma das grandes adições ao original na portátil, eram as missões multiplayer que infelizmente, foram retiradas desta remasterização.

Como sequela direta, Patapon 2 cumpre bem o seu dever. É claramente uma evolução, e não estraga aquilo que fez com que o primeiro titulo fosse tão divertido e surpreendente. Apresenta-se na Playstation 4 com um visual soberbo, mas que infelizmente perdeu algumas das funções originais.

Patapon 2 Remastered
7 / 10 Pontuação
Resumo
Patapon 2 Remastered cumpre a sua função, apesar de não ter as cutscenes actualizadas nem o modo multijogador. É um jogo bastante divertido, mas que se sente que deve ser jogado numa portátil.
Rating7

Related posts