25 Ago 2018
PS4

Análise – Monster Hunter: World

Voltamos à caçada em Monster Hunter: World, desta vez no PC.

Monster Hunter sempre foi uma série de nicho, mas foi logo a começar o ano que esta série de respeito conquistou o mundo quando foi lançado nas consolas. Surpreendendo os novatos e até mesmo a própria Capcom, Monster Hunter: World é um dos melhores jogos lançados em 2018 até ao momento. Agora volta a ser bastante falado pelo seu lançamento no PC, e pelas melhores razões.

Em Monster Hunter World aterramos, literalmente, num novo mundo.

Tal como num RPG “à séria”, criamos o nosso personagem de raiz, onde podemos customizar totalmente o nosso caçador. O criador de personagem é bastante bom e tal como quando o joguei na consola, perdi muito tempo a criar o personagem. De seguida somos atirados para “o novo mundo”, um continente desconhecido da civilização representada nos anteriores jogos da série. Aqui teremos que ajudar os restantes caçadores que já estabeleceram uma pequena vila a caçar e descobrir mais acerca da fauna deste continente.

O mundo é populado por imensas criaturas diferentes.

O combate é à vontade do freguês. São imensos tipos de armas que podemos escolher, todas elas úteis para as nossas caçadas. As armas podem ir de simples lâminas, passando por espadas com o dobro do nosso tamanho e terminando em enormes canhões que carregamos às costas. Ao inicio o combate pode parece bastante complicado e confesso, mesmo com algumas dezenas de horas em cima continuo a não dominar na perfeição, mas é isso que faz Mon Hun ser tão bom e nos cativa a ser melhores. Se estão à espera de um hack and slash onde podem dançar à volta do inimigo sem levar dano, a Capcom tem a solução para vocês e chama-se Devil May Cry.

Mas não se trata de um jogo onde nos dizem: este monstro está aqui, mata-o ou captura-o. Temos que procurar por ele. Para isso temos que analizar vestigios deixados por ele, seja pegadas, rastos de destruição e até escrementos. Em Monster Hunter: World a tarefa é bastante facilitada graças às scoutflies que analisam os vestígios e nos apontam na direcção correcta. Quanto mais caçarmos um monstro, mais facilmente o iremos encontrar da próxima vez.

Temos que utilizar todos os meios necessários para caçar a nossa presa.

Enquanto caçamos os monstros, temos também que apanhar todo o tipo de coisas para nos ajudar na jornada: plantas, carne, materiais dos monstros, tudo isto irá servir para criar poções, armadilhas, comida, munições e equipamento. Acreditem, vão perder muito tempo a cozinhar para maximizar os efeitos que nos causam, e também a caçar vezes e vezes sem conta os mesmos bichos para criar e aumentar os atributos das armas e armaduras (ou se forem como eu, criar armaduras antigas só para ter os sets guardados). Em Monster Hunter não existem os típicos níveis como nos RPGs “normais”, aqui o que conta é o nosso equipamento e a nossa experiência como caçadores.

Com amigos o jogo torna-se ainda mais divertido.

Mas tudo com amigos se torna mais divertido, e em Monster Hunter não é excepção. A solo o jogo é divertido, mas com amigos ou até mesmo desconhecidos, essa diverção aumenta bastante. Podemos preparar caçadas com amigos ou podemos enviar um sinal de SOS a meio de uma caçada para que alguém se junte a nós. Existem também eventos especiais com desafios bastante interessantes e por vezes bastante complicados, alguns deles só os caçadores de topo é que os conseguem passar.

Esta versão PC trouxe algumas melhorias a nível visual. Obviamente a sua fluídez é maior comparativamente às versões consolas mas o que mais saltou à vista, foi a redução do efeito nevoeiro que encontrei anteriormente. No entrando, se procuram novidades nesta versão, a única coisa que vos posso dizem é que traz apenas todas as actualizações e melhorias que o jogo sofreu nas consolas.

Existem criaturas de dimensões colossais.

Seja nas consolas ou PC, Monster Hunter: World é um excelente jogo para passar dezenas ou até mesmo centenas de horas em caçadas com amigos. Para os novatos, é sem dúvida o melhor título da série para se introduzirem. Para os fãs hardcore, mesmo com todos os “facilitismos”, continua a ser um jogo bastante desafiante e que honra os 14 anos que esta série já tem em cima.

Monster Hunter: World
9 / 10 Pontuação
Resumo
O melhor que Monster Hunter nos tem para oferecer encontra-se neste jogo. Se querem um jogo para passar dezenas de horas com amigos, esta é das melhores opções que encontram actualmente no mercado.
Rating9

Também te pode interessar