Hey! Pikmin, leave those kids alone…

A série Pikmin começou na era da GameCube, tendo visto o lançamento dos dois primeiros títulos para a mesma. Na Wii vimos uma remasterização para ambos os títulos, e por fim a Wii U recebeu o terceiro título da série.

Nos seus 15 anos de existência (Europa), a série manteve-se sempre nas consolas caseiras, no entanto, este ano vemos o lançamento do primeiro título portátil – Hey! Pikmin. Ao contrário dos outros títulos, que são jogos de aventura em 3D, com vários elementos de estratégia, este título passa para um puzzle platformer em 2.5D.

Captain Olimar

Como sempre controlamos o Captain Olimar, que ao tentar regressar a casa algo corre mal e a sua nave despenha-se num planeta desconhecido. Depois de acordar, o control pod da nave deteta que os depósitos da nave estão vazios e caso o Captain Olimar queira regressar a casa, terá de juntar 30.000 Sparklium.

As mecânicas mantém-se fiéis aos títulos originais, sendo que, à medida que avançamos nos níveis iremos encontrar diferentes tipos de Pikmin que nos irão acompanhar e ajudar até ao fim de cada zona. O nível de dificuldade é bastante razoável, visto que somos lentamente introduzidos às mecânicas (triviais, para quem já conhece a série), e os níveis vão ganhando alguma complexidade ao mesmo tempo. Mas em geral a dificuldade é bastante acessível.

No que toca a controlos, os jogadores não terão muito com que se preocupar. Controlamos o Captain Olimar apenas para a esquerda e direita, e o resto dos comandos são feitos com a stylus. Não podemos saltar, no entanto o Olimar sobe pequenos obstáculos e tem um jetpack que lhe permite chegar a algumas zonas mais altas. Fora estas opções todas as outras ações que tomamos envolvem atirar os Pikmin para zonas, objetos ou inimigos específicos.

Há vários tipos de Pikmin, e cada um deles tem um propósito diferente, sendo que isto é o que faz com que os níveis tenham cada vez mais variedade nos puzzles. A certo ponto iremos ter vários tipos de Pikmin no mesmo nível, e os jogadores podem trocar entre os dois nos botões indicados no ecrā de baixo. Para atrair ou reuni-los basta clicarmos no apito.

Pobres Pikmin…

O mundo está dividido em vários setores, cada um apresentando uma abordagem temática específica e diferente da anterior. À medida que vamos avançando nos níveis, vamos descobrindo níveis bonus e secretos, dando-nos oportunidade de apanhar uns Sparklium extra. Cada nível tem até três troféus que podemos apanhar que nos algum Sparklium extra. Enquanto que as sementes que apanhamos nos dão 1 (amarelas) ou 5 (laranjas), os troféus podem dar entre 100, 200, 400 Sparklium. No final de cada setor temos um boss, que após ser derrotado, dá-nos um troféu no valor de 1000 Sparklium.

No entanto a Arzest e a Nintendo decidiram forçar a compatibilidade dos Amiibos neste jogo. Se quisermos ter 100% em cada seção iremos ter de usar Amiibos específicos para desbloquear zonas secretas, dando-nos acesso aos troféus em falta. É uma jogada atrevida por parte da empresa, visto que a compatibilidade dos Amiibos não se limita aos dois referentes à série (Captain Olimar e Pikmin). Quaisquer Amiibos das séries Mario, Animal Crossing e Splatoon são compatíveis com o jogo. Se utilizarem os Amiibos do Captain Olimar e dos Pikmin a meio do jogo irão chamar Pikmins extra para o jogo – 4 com o do Captain Olimar e com o dos Pikmin irá depender do nível do vosso Pikmin Park.

Amiibos Pikmin

O Pikmin Park é onde ficam os Pikmin que vocês recrutam em cada nível. Ou seja, em vez de os levarem de nível para nível, quando terminam cada um, eles ficam seguros no vosso Pikmin Park onde os podem mandar explorar a zona para descobrir tesouros adicionais. De certa maneira é como funcionam os followers de World of Warcraft. Cada tipo de Pikmin é especializado num determinado elemento (vermelho – fogo amarelo – eletricidade, etc), por isso terão de reunir vários de cada tipo para poderem explorar o Pikmin Park por completo.

Em suma, Hey! Pikmin é capaz de ser um jogo que irá surpreender muitos jogadores novos à série, assim como aos fãs de longa data que agora são apresentados a uma maneira de jogar totalmente diferente. Contando com um jogabilidade fácil de aprender, níveis com muito para explorar e com vários objetivos, e a tradicional fofura dos Pikmin, Hey! Pikmin é uma excelente adição a qualquer biblioteca 3DS. Mas se forem do tipo de jogador que gosta de 100%, preparem-se para investir alguns trocos em Amiibos.