A série volta aos circuitos pronta para o pódio.

Forza Motorsport 7 é o novo título da série exclusiva da Microsoft, produzido pela Turn 10 Studios. Na série Motorsport, ao contrário da série Horizon, o jogo entra numa abordagem mais competitiva, levando os jogadores a competir em taças e eventos para por à prova as suas capacidades de condução no circuito.

A primeira coisa a mencionar em Forza Mortorsport 7 é os gráficos do jogo. A Turn 10 Studios fez um excelente trabalho no que toca ao departamento visual do jogo. Os carros são altamente detalhados, até ao mais pequeno detalhe no seu interior, assim como as pistas e os seus elementos. Pessoalmente, sempre achei que um jogo de corridas que me fizesse ficar indeciso entre a vista traseira ou a de cockpit, é porque realmente algo está a ser bem feito a nível visual. Deparei-me muitas vezes a trocar entre vistas, simplesmente para poder apreciar tudo.

Para quem gosta de levar os visuais do jogo um passo à frente, o Photo Mode continua a ser uma funcionalidade bastante presente no jogo. Aqui podemos parar a corrida em qualquer momento e tirar uma fotografia em diferentes planos, com diferentes filtros ou até mesmo definir as opções fotográficas que nos são apresentadas. A minha única crítica a este modo é que pode ser um pouco difícil perceber o que cada elemento faz, para quem não tem bases em fotografia.

Forza 7 tem cerca de 800 carros, todos divididos em cinco categorias – comuns, incomuns, raros, super raros e lendários. O jogo apresenta-nos um sistema de estilo, onde cada carro que compramos adiciona estilo ao nosso Drivatar, desbloqueando novos eventos e dando acesso a novos carros. Uma das minhas adições favoritas a este título foi o Car Collection. Aqui podemos ver todos os carros do jogo e quais já temos desbloqueados ou comprados. Passei uma boa quantidade de tempo a ver todos os carros que queria na minha coleção e como os desbloqueava. Fez-me sentir uma criança com um catálogo da Toys “R” Us em época natalícia. Outra maneira de comprar carros é no Specialty Dealer, onde por vezes irão aparecer carros usados por um preço em conta. A Auction House ainda não está disponível, no entanto se for como a do Forza Horizon 3, os jogadores poderão comprar e vender carros através deste meio.

Com a implementação do Forza Hub, os veteranos da série Forza poderão ganhar certos bonus para o jogo.

Os carros são todos personalizáveis, mas no que toca a elementos estéticos estamos limitados a cores e a jantes. Para além de podermos por um Mini Cooper clássico a dar 280 km/h, os mais entendidos na matéria podem personalizar a performance dos carros, alterando as propriedades do motor, caixa de mudança, pneus e afins, para conseguirem adaptar o carro às suas necessidades.

 

Para além de carros, podemos comprar uma variedade de loot crates, que nos podem desbloquear carros, mods e fatos para o Drivatar. Mods são bonus que podemos utilizar em cada corrida para ganharmos experiência ou créditos extra. Podemos escolher até três Mods, e as tarefas podem incluir ficarmos numa posição específica, conduzir sob um clima específico, jogar com ou sem assistências, etc… No que toca aos fatos para o Drivatar, temos uma variedade enorme de fatos de corrida por onde escolher. Infelizmente não temos a opção de escolher peças individuais, sendo que é tudo conjuntos.


À medida que vamos fazendo corridas e completando eventos, vamos ganhando experiência, para subirmos de nível. A cada nível o jogador é submetido a três opções – créditos, desconto num carro ou um fato novo. Por isso se tiverem sorte, poderão comprar aquele carro que tanto queriam por menos de metade do preço, apenas por terem estado a jogar normalmente. Mas estas opções servem para o jogador poder escolher o que mais lhe der jeito na altura.

Falando em conteúdo para fazer, Forza Motorsport 7 traz várias opções de jogo. Para começar temos o Forza Driver’s Cup, que é onde vamos competir para desbloquear novos conteúdos. Este modo de jogo está dividido em seis campeonatos – Seeker, Breakout, Evolution, Domination, Masters e o último sendo o Forza Driver’s Cup. Em cada um destes campeonatos teremos uma série de eventos, desde corridas a eventos de ShowCase. O jogador terá de fazer um certo número de pontos para poder desbloquear os próximos campeonatos, que serão atribuídos consoante o desempenho do mesmo nos vários eventos. Nos eventos o jogador terá de participar em quatro corridas, por vezes sendo aplicado certas clausulas como “apenas carros coupés”, enquanto que os ShowCases são desafios, que podem ser mais competitivos ou mais casuais, como é o caso do evento contra o Ken Block ou o bowling com uma limousine, respetivamente.


Se quiserem uma pausa de toda esta competição, o modo Free Play será o indicado para vocês, onde poderão escolher uma das 32 pistas, definir o clima, a altura do dia, e uma série de outras coisas para participarem numa corrida mais ao vosso gosto. Podem até definir quais são os carros permitidos, e se é necessário estarem equilibrados a nível de performance. Mas se preferirem algo mais competitivo, o modo Rivals, introduz-nos a uma série de eventos, onde os jogadores de todo o mundo lutam para obter o melhor tempo numa pista, como uma série de carros, específicos ao evento, à escolha.

Por falar em clima, Forza Motorsport 7 apresenta-nos um sistema dinâmico, podendo alterar entre alturas do dia e até variações climatéricas. Se estiverem a jogar com as assistências no mínimo, isto poderá significar que terão de fazer uma paragem na Pit, para trocar de pneus, ou ajustar a nossa condução por causa das novas condições de pista.

Se por acaso são do tipo de seres humanos que costuma ter amigos, o modo Split Screen poderá proporcionar as bases necessárias para que ambos se possam divertir em conjunto. E sim, em 2017, falamos na implementação do Split Screen como um ponto positivo para o jogo, visto que muitos jogos do género abandonaram esta funcionalidade, quando fazia perfeito sentido a sua existência. No entanto é bom ver produtoras a que se lembram de voltar a trazer o mesmo de volta. Até volto a mencionar o modo Split Screen, para poder por a palavra em bold mais uma vez, para que os nossos leitores fiquem a par do mesmo.

Se o modo a solo não for a vossa praia, ou se simplesmente querem demonstrar ao mundo que são os melhores pilotos do mundo, o modo multijogador apresenta umas boas opções para vocês. Vemos o regresso das Ligas que são o modo ranked do online, onde o jogador compete com outros jogadores, sendo avaliado pela informação registada pelo seu Drivatar, sendo premiado pelo seu desempenho nos diversos eventos.

Se preferirem algo mais casual, podem sempre faze-lo no modo multijogador normal. Mas não desanimem, porque se quiserem ver os melhores a competir, o Forza TV permitirá partilharem as vossas corridas, assim como assistir às dos outros jogadores. Com esta função e com as ligas, a série prepara-se para ir mais além no que toca a eSports de jogos de corridas.

Em suma, Forza Motorsport 7 é, de momento, o maior candidato a melhor jogo de corridas do ano. Com uma vasta variedade de carros e pistas, assim como opções de personalização, o jogo fornece um meio de divertimento que apela aos mais competitivos, assim como aos colecionadores. O jogo está preparado para dar um salto na direção dos eSportos, com as funcionalidades melhoradas no online, mas também cria uma plataforma para o jogador mais casual.

Todas as imagens desta análise foram tiradas com o Photo Mode do jogo.