18 Ago 2018
3DS

Análise – Captain Toad: Treasure Tracker

Mais um sucesso da Wii U de volta à ribalta, desta vez em dose dupla. Captain Toad volta a caçar tesouros, desta vez na Nintendo Switch e também na 3DS.

Se o falharam na Wii U não têm desculpa de o fazer desta vez. Captain Toad regressa de cara lavada, com novos desafios e novas formas de jogar.

Para quem não sabe, Captain Toad trata-se de um jogo de puzzles em pequenos mapas, onde o objectivo principal é apanhar uma estrela. Para isso temos que utilizar as habilidades deste pequeno amigo de Mario, evitado ou confrontando inimigos, atravessar obstáculos e activar alavancas. São puzzles simples, mas ganham profundidade por serem num plano 3D. Apanhar a estrela e chega ao fim do nível é a parte fácil, o que pode complicar é a tarefa de apanhar os 3 tesouros que se podem encontrar em cada nível. Para além disso, cada nível tem um desafio associado, que vai desde encontrar um objeto escondido, derrotar todos os inimigos ou passar nível de determinada forma. Depois de completarmos um nivel, um Toad de 8-bits irá aparecer em qualquer parte do mesmo. De seguida podemos repetir o nível para o encontrar. O objectivo é encontrar e tocar nele casa seja na 3DS e na Switch em modo tablet. Se for em modo TV, podemos utilizar o giroscópio para movimentar o cursor.

Os níveis e desafios não são assim tão complicados, e completar a 100% é bastante rápido, fazendo com que o Jogo se torne curto. Para além dos 3 capítulos do jogo, esta versão conta com 4 níveis extra inspirados em Mario Odyssey, que podem ser desbloqueados depois de terminar a história ou utilizado amiibos desse nesse jogo. Estes níveis vêm substituir os níveis inspirados em Mario 3D World da versão anterior, que não foram muito bem recebidos pelos fãs. Neste caso, os níveis de Mario Odyssey são bem mais interessantes.

Captain Toad: Treasure Tracker desta vez vem em dose dupla, saindo para a 3DS e Switch, e existem algumas diferenças entre as duas versões. Os níveis e desafios são os mesmos, mas existem algumas diferenças a nivel de jogabilidade, principalmente no que toca a controlos. Na Switch podemos utilizar o giroscópio da consola para controlar o cursor, que podemos utilizar para controlar alguns elementos no jogo e atordoar inimigos. Nesta versão podemos também jogar com um amigo, onde um de nós controla Toad, e o outro controla o cursor. Não é uma forma muito prática de se jogar, mas acaba por ser uma experiência bastante engraçada.

Na 3DS, para além de se conseguir controlar a camara com os botões, podemos também utilizar o Touch Screen. Obviamente que esta versão sofreu alguns downgrades visuais, mas acaba por conter toda a essência do original, sendo uma excelente aposta por quem não possui a mais recente consola da Nintendo.

Captain Toad: Treasure Tracker
8 / 10 Pontuação
Resumo
Captain Toad: Treasure Tracker é um bom jogo de puzzles, acessível a todos as idades. Apesar de curto , é aquele jogo que vão querer ter a consola para ocupar pequenas pausas, isto para quem nunca o jogou na Wii U, porque caso contrário, não vão encontrar nada de novo que justifique voltar a pegar no jogo.
Rating8

Também te pode interessar